Pepparkakor.

Dezembro 11, 2011 § 3 comentários

Enquanto eu saboreava pepparkakor, meus pensamentos divagavam sobre o nome desse delicioso biscoito natalino…

Traduzindo para o português, pepparkaka (singular) significa biscoito de pimenta, mas de pimenta ele não tem é nada!

E viva o google para matar a curiosidade alheia. “Googlei” a origem do pepparkakor (plural) e o seu nome, e aqui vamos nós:

Não se sabe ao certo há quantos anos existe a tradição do pepparkakor, mas aqui na Suécia, o habito de consumir esses biscoitinhos (trazido da Alemanha) teve o seu inicio na idade média. A primeira receita de pepparkakor nos países nórdicos é datada de 1490, e naquela época eles eram assados com condimentos muito fortes.

A causa era nobre. Condimentos fortes era algo caríssimo, e tê-los à mesa era sinonimo de status econômico. Pães e biscoitos temperados com tais condimentos eram servidos apenas nas mesas dos abastados.

Aí vem a complicação: Peppar (que a gente traduz para pimenta) àquela época era considerado qualquer tipo de condimento forte, e por isso o correto seria chamar os biscoitinhos de Krydkakor (algo do tipo biscoito condimentado) ao invés de pepparkakor.

Com o passar dos séculos e final da era medieval, tais condimentos tornaram-se acessíveis a diferentes classes sociais o que fez com que os cobiçados biscoitos “caissem” literalmente na boca e paladar de todos. Na receita da época os ingredientes usados eram cardamomo, noz moscada, anis, erva-doce, laranja, cravo, canela e açucar.

Em 1800, o pepparkakor se transformou em uma tradição natalina, considerado um biscoito fino de delikatessen, assado no calor do forno em ocasiões especiais como o Natal.

Hoje em dia, na receita de  pepparkakor usa-se ingredientes como gengibre, canela, manteiga, farinha escura, cravo, bicarbonato e um sabor delicioso que desmancha na boca. Podem ser comprados prontos em qualquer supermercado, e são também servidos nas cafeterias cidade afora. Há os que gostam de assar em casa seguindo a receita passo-a-passo, ou  apenas comprando a massa pronta nos supermercados (as formas de metal para recorte são também facílimas de encontrar).

O biscoito que é bem fininho e crocante, tem diferentes desenhos e formatos típicos de Natal, é geralmente servido com  Glögg, uma espécie de vinho condimentado que encontramos somente nessa época do ano. O Glögg é servido quente com passas e amêndoas e tem um sabor indescritível que me faz lembrar um pouco o “quentão” das festas juninas aí no Brasil.

Assunto para outro post!

Anúncios

§ 3 Responses to Pepparkakor.

  • Pat Uebe diz:

    ahhh, eu adoro!!!!! são bem fininhos e super crocantes…me deu água na boca…rsrsrrs

  • wilma diz:

    Martha uma Noite Linda de Natal pra você e seu amado e todos os seus familiares!! Parabéns pela compra de sua casa!! e por todas as suas conquistas e que em 2012 tudo continue fluindo pra o melhor!!!
    Esse biscoito deve ser uma gostosura de bom!!

    • marthauebe diz:

      Querida Wilma! Eu como sempre fico muito feliz com os seus recadinhos!! Muito obrigada querida! Desejo também um feliz Natal para voce e toda sua familia! E que venha 2012 repleto de conquistas para todos nós!!! Um beijao!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Pepparkakor. at Puoi Volare..

meta

%d bloggers like this: